Autoridades fiscalizam uso de cinto e sistema de retenção

A Guarda Nacional Republicana intensifica, entre o dia 10 e 16 de março, a fiscalização do uso do cinto de segurança e de sistemas de retenção para crianças (SRC), direcionando as ações para as vias onde as infrações por falta de uso dos dispositivos de retenção são mais frequentes.

No âmbito desta operação, o Comando Territorial de Santarém, em toda a sua área de jurisdição, vai realizar ações direcionadas para as estradas nacionais, regionais e municipais.

No ano de 2013, no âmbito desta operação foram fiscalizados 1 735 condutores, dos quais 344 circulavam em infração, por falta de cinto se segurança ou por não utilização do SRC.

Estes dispositivos reduzem a ocorrência de ferimentos ou a sua gravidade, nos ocupantes de uma viatura automóvel interveniente em acidente de viação.

Contudo, as estatísticas dos acidentes de viação ocorridos em Portugal continuam a apresentar números preocupantes sobre esta matéria, muito particularmente de crianças, jovens e de adultos que se fazem transportar nos bancos da retaguarda dos veículos ligeiros de passageiros e nos veículos pesados de mercadorias e de passageiros, sem fazerem uso de sistema de retenção. Neste sentido, a Guarda contínua empenhada em alterar os comportamentos relacionados com o não uso do cinto de segurança e do SRC.

.