“Não há risco para saúde pública”, garante Águas do Ribatejo no caso da água com areia

Os moradores da Rua Joaquim Colaço Cardoso, em Almeirim, têm detectado nos últimos meses que a água que chega ás torneiras das casas encontra-se barrenta, com filamentos prateados de uma substancia desconhecia e areia, não se sabendo a origem do problema.

As pessoas, muitas delas idosas, não tem consumido água das torneiras com receio e têm comprado água engarrafada.

A empresa Águas do Ribatejo, responsável pelo abastecimento, está a tentar resolver o problema, pelo que está a fazer uma monitorização diária da situação com descargas para retirar a areia da conduta.

Ao que o nosso Jornal apurou, a empresa está ainda a fazer recolhas de água para análise com regularidade e garante que não há nenhum risco para a saúde pública.

A deposição da areia, apenas naquela zona da conduta, poderá terá a ver com o fato de ser uma zona baixa, no final da rede e com baixos consumos.

A Águas do Ribatejo espera confirmar a causa do aparecimento da areia e resolver o problema nos próximos dias.

.