“Eu sou Charlie”

Foram mortas, esta manhã, 12 pessoas durante o ataque a tiro às instalações do jornal satírico francês Charlie Hebdo nesta quarta-feira em Paris. Os autores do ataque estão em fuga e está em curso uma operação policial para os deter.

Entre as vítimas estão o director da publicação, Stephane Charbonnier, conhecido como “Charb”, e outros membros do grupo de fundadores, entre os quais Georges Wolinski e Jean Cabut, que assinava como “Cabu”, segundo fontes policiais citadas pela imprensa local. Vários meios de comunicação relataram igualmente a morte do economista Bernard Maris, que colaborava com o jornal. A morte de dois agentes da polícia foi também confirmada pela procuradoria da capital francesa.

O Jornal O Almeirinense, reconhecendo a sua dimensão perante factos desta grandeza, não quer deixar de manifestar o mais profundo pesar à familia das pessoas mortas e a preocupação pelo abalo que acontecimentos como este deixam na liberdade de expressão.

A Redaccção

.