Greve fecha escolas em Paço dos Negros, Marianos, Benfica e Almeirim. Alunos do 1.º ciclo sem almoços em Fazendas

No agrupamento das  Almeirimregistam-se os encerramentos dos Jardins de Infância e 1.º ciclo de Benfica do Ribatejo e Escola dos Charcos. A Escola Secundária encerra depois das 13h30, porque não há serviço de refeitório.

No agrupamento das Fazendas de Almeirim, registam-se os encerramentos dos Jardins de Infância de Marianos e Paço dos Negros e também não podem ser servidos almoços aos alunos do 1º ciclo do Centro Escolar, por falta de Assistentes Operacionais para acompanhar os almoços.

Fonte do Agrupamento admite que "o número reduzido de trabalhadores em greve não inviabiliza o decorrer normal das atividades, embora com alguns constrangimentos"

Entre 80 a 100% dos trabalhadores da função pública estão a aderir à greve desta sexta-feira, que junta os sindicatos da CGTP e da UGT. Em declarações à agência Lusa, Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, adianta que, em termos globais, à 1h da manhã registava-se “grande adesão, principalmente nos resíduos sólidos, recolha do lixo, turnos da noite nos hospitais e bombeiros sapadores”.

Na origem da convocação da greve estão os cortes salariais na função pública, o aumento do horário semanal das 35 para as 40 horas, a colocação de trabalhadores no regime de requalificação, o congelamento das carreiras e a falta de negociação no sector.

 

(em atualização)

.