“Há condições para fazer crescer o gosto pelo motocross”

Rui Frois é o presidente da nova Secção dos 20 km de Almeirim. Em entrevista a O Almeirinense, o dirigente revela pormenores do projeto e não esconde a possibilidade de criar grandes eventos no concelho.

Como surgiu a ideia de criar a secção de motocross?
Sendo eu um apaixonado pela modalidade e ser amigo do Manuel Tomé pai do André Sérgio que também foi piloto de motocross tenho acompanhado a evolução do André como piloto, na época passada a equipa BRC acolheu o André tendo posto a disposição motos e todo o material necessário para a época o que viria a dar frutos pois o André sagrou-se campeão nacional na classe de iniciados. Para esta época as coisas complicaram se a equipa BRC não pode ajudar visto a falta de apoios, o que deixou o pai muito preocupado com a situação querendo dar seguimento ao sonho do filho sem saber como, tendo que comprar uma moto e suportar tudo o resto, desgaste de peças deslocações etc…etc. Tudo isto em desabafo comigo o que me deixou a pensar como poderia eu ajudar nesta situação e lembrei-me da Associação dos 20 km que poderia ser uma mais valia em termos de organização. Fui falar com o Manuel Tomé falei lhe da minha ideia concordou plenamente acabou por me dizer que conhecia algumas pessoas que gostam de motocross e em especial do André que poderiam contribuir com algum apoio mas necessitavam de recibo por isso estar inserido numa associação desportiva seria sem dúvida uma mais valia. Foi então que falei com a direção dos 20 km onde fui recebido de braços abertos sobre o qual agradeço muito, expus a situação pediram me um tempo para refletirem e uns dias depois perguntaram me se não avia mais nenhum piloto no concelho foi então depois de mais uma conversa com o pai do André que tive conhecimento de um piloto chamado João Duarte que também participava no campeonato nacional de motocross na classe iniciados a semelhança do André, voltei a falar com a direção dos 20 km que avia mais um piloto, uns dias depois tive uma resposta positiva da parte da direção disseram-me o que tinha que fazer, formar uma direção para a secção e assim fizemos já está aberta oficialmente a secção de motocross dos 20 km.

Porquê nos 20 km?
O que me fez pensar na Associação dos 20 km Foi sem dúvida saber da forma seria e organizada que promovem eventos desportivos que tem trazido a nosso conselho atletas de grande qualidade nacionais e internacionais principalmente no atletismo e ainda suportam outras secções como ciclismo, andebol etc..etc. Que seria sem dúvida uma ajuda fundamental para dar seguimento ao nosso projeto.

 

Andre-motocross

Quais são as linhas orientadoras do programa que apresentaram?
As linhas com apresentei neste projeto além de criar melhores condições para os atletas que temos são sem dúvida fazer crescer o gosto pela modalidade do motocross não só como adeptos nas também o aparecimento de novos praticantes, abrir portas a miúdos que sintam gosto por motos de cross saberem que há uma entidade que os pode ajudar a crescer na modalidade

Qual o potencial dos dois pilotos que integram o clube?
Sendo pilotos que estão em formação são ainda meninos o André com 15 anos e o João com 13 no meu ponto de vista vejo sinceramente uma margem de progressão grande, o André já deu provas de poder ser um piloto top já conquistou um título nacional o João sendo mais novo também tem vindo a evoluir bem, será também um piloto a ter em conta no futuro.

O ano de 2015 está a começar bem?

Sim, a pré época foi muito boa. Os pilotos trabalharam bem na sua preparação física e com as motos participaram em várias provas dos regionais como MX Sintra, MX Ribatejo, Masters MX etc..etc. O campeonato nacional já começou no dia 22 de março em Freixo de espada a cinta onde só participou o André Sergio no escalão MX júnior e MX 2 ( motos de 250c ) onde o nosso piloto conseguiu na estreia um brilhante segundo lugar em MX júnior quinto no geral MX2 e na geral Elite décimo terceiro com a participação de 40 pilotos entre máquinas 450 c e 250 c. Quanto ao nosso piloto João Duarte que participa na classe de iniciados com uma máquina 85c deslocou se a pegões para participar no troféu yamaha onde subiu ao pódio na segunda posição pelo motivo de não estar incluída a classe de iniciados na prova de Freixo por isso estou bastante satisfeito com este início de época tem sido muito positiva.

Quais os objetivos para este ano?
Os nossos objetivos e isto sem pressões, que os pilotos façam as melhores classificações possíveis dêm sempre o máximo que evoluam o mais possível que não se lesionem, que sejam um exemplo a seguir para quem possa aparecer no nosso grupo no futuro e que o ferplay seja uma constante.

Podemos estar perante pilotos que podem vir a conquistar títulos de relevo?
Sim, já temos um piloto com título nacional em 2014 como já referi mais atrás nesta entrevista acredito que se possa repetir no futuro com muito trabalho dedicação e espírito sacrifício vamos trabalhar para que isso possa acontecer .

O objetivo é também captar mais interessados?
Sim, é um dos nossos objetivos fazer crescer o número atletas, deixo aqui o desafio para miúdos que tenham o gosto pelas motos de cross alguns podem praticar alguma modalidade que não sintam grande vocação por ela e quem sabe se não nasceram para pilotar uma moto, quem estiver interessado pode dirigir se a nós. Podem contactar o número -938292244 estamos disponíveis para responder a todas as questões que nós sejam colocadas.

O facto de ser um desporto muito caro é um entrave à massificação?
Depende da forma como encaramos as coisas costuma se dizer quem corre por gosto não cansa não há ninguém que não tenha sonhos por realizar e todos se esforçam para os conseguir realizar com toda certeza hoje em dia nada se consegue sem sacrifício, de um modo geral nada é barato hoje em dia .

O clube pode apoiar a ajudar a minimizar os custos iniciais?
Estamos a trabalhar nesse sentido já pedimos um apoio a Câmara municipal estamos a aguardar resposta, precisamos da mais apoios sem dúvida nenhuma mas estamos confiantes que falando com as pessoas não nos vão virar as costas.

Que ideias têm para a divulgação do clube?
As ideias que tenho neste momento para divulgação do clube será através do Jornal o Almeirinense o que já estar a acontecer oportunidade desta entrevista o Valter desde o primeiro dia que lhe falei deste projeto que se tem disponibilizado para ajudar e eu passo a agradecer, também vou aproveitar as redes sociais através de publicações desde resultados e divulgação das provas a realizar.

E o regresso de provas no concelho, está em equação?
Já pensei nisso mas ainda tenho que estudar bem essa possibilidade visto dependermos de terceiros para a realização de provas e com isso mais custos, mas vamos trabalhar para tornar possível conto com ajuda de todos, seria bom para secção para o nosso conselho a realização destes eventos costumam trazer muito público.

.