Sucateiro detido em Almeirim

Uma megaoperação da GNR em seis distritos do Centro resultou na detenção de 15 suspeitos, três dos quais sucateiros que compravam viaturas furtadas, e na apreensão de meio milhão de euros em carros e outros artigos, avançou o Jornal Correio da Manhã esta quinta-feira.
Os sucateiros detidos em Alvaiázere, Coimbra e Almeirim são os recetadores das viaturas furtadas: “Dinheiro limpo, rápido e sem troca de papéis”, disse o capitão Cláudio Lopes, comandante do Destacamento de Pombal da GNR, responsável pela operação.

A operação lótus negro começou às 07h00 de terça-feira em 30 locais nos distritos de Leiria, Coimbra, Viseu, Castelo Branco, Santarém e Lisboa, envolvendo 200 militares da GNR. Os detidos são “um conjunto de indivíduos que furtava os carros”, que depois eram utilizados em assaltos, nomeadamente a terminais de Multibanco, ou então vendidos a sucateiros, que os voltavam a vender ou desmantelavam para peças.

Foram apreendidos 32 carros de várias marcas e modelos, carroçarias, motores, chaves, autorrádios e outros componentes de carros, além de seis armas e 600 munições, três máquinas de fazer matrículas, 16 computadores, 49 telemóveis, 6420 euros e ouro.

A investigação começou há dois anos, na sequência de queixas por furtos de carros, não só em Portugal, mas também no estrangeiro, nomeadamente França e Bélgica. Dos 15 detidos têm idades entre 21 e 82 anos.