O meu mister… – 15 de junho

Sou franco. Nunca gostei muito da expressão “mister”, mas foi algo que o futebolês sempre teve e acabei por me habituar. Começo por aqui o meu texto desta quinzena porque quero dedicar estas palavras ao Sr. Vítor Feteira, também conhecido como “Mister Fininho”.

E a ocasião surge porque tive o privilégio de estar na homenagem que os antigos atletas do técnico lhe prestaram, no passado dia 10 de junho. Este ano fiquei muito feliz por ver um número significativo de antigos atletas. O Marco Sousa e o Frim estão de parabéns por realizarem esta iniciativa.

Mas o Senhor Vítor foi das “coisas” melhores que a bola me deu e já tenho uns anos disto. O desporto, e em particular o futebol, precisava de mais gente assim. É um homem bom que, apesar de ser uma figura fraca, fisicamente, e debilitado, continua a ter uma força de vontade incrível. Reconhece que já não tem as capacidades de outros tempos, mas não se deixa derrubar e ainda tem mesmo bom humor. Eu gosto muito do Senhor Vítor, digo-o em voz alta e acho mesmo que devia estar junto de jovens atletas em clubes do nosso concelho. Só de o ouvir… aprendemos.

Que viva ainda muitos anos e eu ainda o possa abraçar por muito tempo.

 

Valter Madureira