CMA reduz divída em 3,1 milhões

O prazo médio de pagamento a fornecedores continua em cinco dias, quando em 2012 chegou a ser de 66 dias, mas a redução da dívida total da Câmara em 37%, (perto de 3,1 milhões de euros entre 30 de setembro de 2013 e 30 de junho de 2017 de 8,3 milhões de euros para 5,2 milhões) é um dos dados mais significativos e que o atual presidente da Câmara fez saber.

Pedro Ribeiro, que deve muito em breve anunciar que é recandidato à Câmara, diz ainda que “o mandato autárquico esta a chegar ao fim partilho 2 números referentes aos últimos dados conhecidos e validados pela Direção Geral das Autarquias Locais referentes a 30 de junho de 2017. Sabemos que números são números e que alguns arranjaram sempre maneira de os diminuir, mas eu tenho muito orgulho destes. Até porque são o resultado de muito trabalho, de muito sacrifico, de muita dedicação, de muita gente, desde o executivo aos nossos colaboradores.”

 

Na nota, Pedro Ribeiro conclui dizendo que “a par de tudo isto investimos nas pessoas. Fizemos obras novas. Requalificamos outras. Fizemos projetos que já implantámos e outros que ficam para o futuro. Números são números mas como disse, estes deixam-me mesmo muito orgulhoso. Até porque se fosse assim tão banal todos fariam o mesmo.”