Mulher de Almeirim identificada por recetação de ouro e outros materiais roubados

Uma mulher de 40 anos, residente em Almeirim, foi identificada e constituída arguida no dia 5 de janeiro, por suspeita de recetação de provenientes de diversos furtos em interior de residência em Pombal.

O furto do material, que já vinha a ser investigado pelo Núcleo de Investigação Criminal de Pombal, ocorreu no dia 31 de dezembro numa habitação na zona de Guia, Pombal.

Na sequência da investigação a GNR procedeu ao cumprimento de três mandado de busca, um domiciliário e dois a veículos, onde veio a apreender diversos objetos em ouro, uma televisão plasma, um candeeiro e uma mesa de centro.

A mulher de 40 anos foi constituída arguida e sujeita a Termo de Identidade e Residência, pela suspeita da prática do crime de recetação. Este processo já tinha um arguido constituído, um homem de 30 anos, por furto de três anéis de ouro.

Para além do Núcleo de Investigação Criminal de Pombal, a ação contou também com a colaboração do Destacamento de Intervenção de Leiria.