Da esquerda para a direita: Congresso CDS

Nos dias 10 e 11 de março, realizou-se o 27º Congresso Nacional do CDS. Foi com enorme gosto e sentido de responsabilidade que representei a concelhia de Almeirim na reunião magna do partido.

O congresso foi marcado pela homenagem ao Professor Adriano Moreira, líder histórico do partido, pela apresentação e debate das moções globais, que norteiam o rumo do partido nos próximos desafios.

A moção submetida pela Juventude Popular, “Da JP para o País”, evocou temas como o desemprego e a precariedade social, o abandono escolar, a Europa, a era industrial 4.0, o acesso à primeira habitação e a eutanásia. Da JP, destaco a abrangência temática, a clareza das propostas apresentas e as intervenções de qualidade feitas ao longo do congresso, mostrando que as juventudes partidárias não servem apenas para abanar bandeiras e colar cartazes.

A moção subscrita pela líder do partido, posteriormente aprovada, é clara. Estar um passo à frente na preparação das eleições, com trabalho de terreno (com ações como a iniciativa Ouvir Portugal), de proximidade, olhos nos olhos com as pessoas, abrindo o partido a todos os que se dispõem a ajudar-nos.
Somos hoje a única alternativa ao socialismo que nos governou anos demais, nos endividou anos demais e nos empurrou para a ajuda externa vezes demais.
O CDS tem a democracia-cristã como o eixo da roda e assume-se como a grande casa do centro e da direita em Portugal, que junta conservadores e liberais em harmonia.
Viva a JP, viva o CDS e viva sempre Portugal!

 

João Rosa – CDS Almeirim

.