Quem é Maria Correia de Oliveira?

REVELAÇÕES Maria Correia de Oliveira, juntamente com o marido, é
proprietária de quatro farmácias e revela um pouco de si a O Almeirinense.

Quem é Maria Correia de Oliveira?

Uma mulher muito independente, que gosta do que faz, e sempre disponível para novos desafios.

Onde fez a sua formação?

Em Coimbra.

O que mais gostou nos tempos Académicos?

Toda a vivência da cidade. Quem lá estudou e viveu, sente uma saudade que está bem expressa na Canção de Coimbra: “Coimbra terra de encanto Fundo mistério é o seu Chega a ter saudades dela Quem nunca nela viveu”.

Porquê o gosto por esta área?

O gosto vem de criança. Cresci na farmácia, ainda brincava com bonecas, já arrumava frasquinhos e deambulava pela farmácia atrás da minha Madrinha. Gostava muito de ver fazer os manipulados e as análises no microscópio. É proprietária, juntamente com o seu marido, de quatro farmácias.

Se não se sentir bem, pede-lhe uma segunda opinião?

Trabalhamos em conjunto e dividimos tarefas e responsabilidades. São quatro farmácias, as duas de Almeirim e outras duas na Chamusca, que só podem ser eficazes no cumprimento do seu papel de serviço às populações com recurso a colaboradores dedicados e competentes como felizmente temos.

Tem dois filhos gémeos. Eles estão a seguir as vossas áreas? Gostava?

O Jaime está em Coimbra a tirar o MI de Ciências Farmacêuticas, e o José Gestão de Empresas. A escolha dos cursos foi opção deles, não intervimos.

Tem alguma situação caricata no seu dia a dia que possa partilhar?

O dia a dia de uma farmácia é sempre um desafio a todas as horas. Procurar ter tudo o que o cliente necessita exige muita organização e uma gestão em tempo real de todas as solicitações. Situação caricata não diria, mas engraçada sim, um dia pediram-me uma gravata para o cão (era uma coleira), achei imensa piada.

Gosta de Almeirim?

Claro que gosto de Almeirim, é a cidade que adotei para a minha vida e da minha família. Os meus filhos nasceram em Almeirim.

É fã dos nossos produtos típicos?

Adoro a sopa de pedra, o melão, os enchidos, tudo o que a nossa terra tem de bom na sua gastronomia

.