Plásticos

Atualmente, ouve-se falar sobre plásticos e a sua presença nefasta nos mares e oceanos. Fala-se de lixo marinho. Esta problemática do lixo marinho já é abordada não só em diálogos informais entre amigos, bem como é o foco e objeto de investigação científica dada a sua elevada complexidade. A invasão deste lixo nos mares e oceanos é de grande dimensão, preocupante e é urgente encontrar e implementar soluções. Acreditamos que não será tarefa fácil solucionar este problema porque
implica a alteração significativa de hábitos muito enraizados no nosso quotidiano como a utilização de loiças descartáveis, cotonetes, palhinhas, roupas compostas por fibras que libertam microplásticos em cada lavagem,
e tantos outros exemplos poderiam aqui ser referidos. Contudo, não sendo fácil solucionar este problema, não é impossível e está nas nossas mãos começarmos já a promover a mudança para preservar a vida marinha e,
consequentemente, a nossa qualidade de vida e sobrevivência. Foi dado um sinal nesse sentido na última reunião de 2018 da assembleia municipal, com os eleitos da CDU a apresentarem a recomendação “Pela redução do uso dos plásticos”, aprovada por unanimidade, que refere a necessidade de se reduzir o uso de plásticos nos serviços da autarquia, nos seus órgãos representativos, no âmbito de serviços concessionados ou patrocinados pelos órgãos autárquicos (por exemplo, festivais, mercados, festas populares). Não devemos esperar que venha a proibição da utilização de plásticos prevista para 2021. É urgente começar imediatamente a alterar hábitos de vida e a sensibilizar os que nos rodeiam para a tão complexa e preocupante situação dos plásticos como agentes poluentes. “ A pessoa conscientizada tem uma compreensão diferente da história e do seu papel. Recusa acomodar-se, mobiliza-se e organiza-se para mudar o mundo” (Paulo Freire)

Helena Gerardo
CDU Almeirim

.