Não há soluções, há caminhos: 19 março

Impressiona ver os estratagemas que as pessoas hoje encontram, racionalizando e disfarçando, para abandonar ou deixar de lado o espírito de sacrifício que temos de ter para com as crianças, os deficientes, os idosos e os doentes. Cada vez mais os débeis não têm lugar na sociedade, quando nos são tão necessários. Eles fazem-nos crescer e alargam o nosso coração, acordam-nos do sonho mau do mundo plastificado.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA

.