Autocarros podem parar entre Almeirim e Santarém

Face à greve dos motoristas do transporte de matérias perigosas e consequentes dificuldades no abastecimento de combustíveis, a Rodoviária do Tejo informa que pode ter que fazer alterações à oferta de
transporte.
“Embora alheios a esta situação, apresentamos desde já
as nossas desculpas pelos incómodos que possam vir a
ser causados. Procuraremos avisar atempadamente de eventuais
alterações que possam ocorrer nos nossos serviços”, diz a empresa numa nota enviada ao jornal O ALMEIRINENSE.
Esta é a reação da Rodoviária do Tejo à greve dos motoristas de matérias perigosas que está a paralisar várias regiões de norte a sul do país,

.