Almeirim pode ser caso único e suceder ao bacalhau

Até ao momento só o Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa é reconhecido a nível internacional e Almeirim pode ser um caso único, pois já submeteu as caralhotas e, esta quarta-feira, dia 24 abril, entregou o processo de certificação da Sopa da Pedra.

Na cerimónia marcou presença a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho. A governante destacou “que esta certificação vai dar muita visibilidade a um produto que já é de excelência”.

Ana Mendes Godinho revelou ainda que, com a família, já esteve várias vezes em Almeirim a comer Sopa da Pedra pois são “todos viciados da iguaria ribatejana.”

Pedro Ribeiro considera que “este é um momento muito importante” e Almeirim “é um exemplo de várias boas práticas”.

A decisão final será tomada em Bruxelas depois de enviada pelo Ministério da Agricultura, tal como já aconteceu com o pão.

À margem dos eventos, o presidente da Comissão Vitivinícola Regional Tejo, Luís de Castro, realçou que dezembro de 2019 vai registar-se um crescimento de 40 por cento de vinhos certificados pela CVR Tejo.

Depois da entrega do caderno de especificações para a certificação, foi ainda assinado um protocolo entre a CVR Tejo e a Associação de Restaurantes que garante que a carta de vinhos tem pelo menos 50% de vinhos da região Tejo.

.