Não há soluções, há caminhos: 21 de junho

Perante o sofrimento, há a atitude da pessoa desencantada, de que tudo isto está enganado, e a da pessoa perfeccionista, que vê o mundo mal feito, que não devia ser assim, mas também há uma atitude muito bíblica e humana, que é a de estar na vida como um peregrino, em processo de crescimento, e perceber tudo como dores de parto e a dor como o preço da caminhada, do crescimento. O que faz o peregrino não desistir perante as dores (físicas, morais, espirituais) mas enfrentá-las, é o objectivo que ele quer alcançar, pelo qual vale a pena pôr-se de pé e caminhar de novo.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.