Alorna ganha medalhas num dos concursos mais prestigiados do mundo

Os vinhos da região do Tejo  registaram o melhor resultado de sempre em Paris, ao verem 13 dos seus néctares premiados no concurso francês ‘Vinalies Internationales’, um dos mais prestigiados a nível mundial, que decorreu em entre 1 a 5 de março.

Das 13 medalhas ganhas pelos vinhos certificados pela Comissão Vitivinícola da Região do Tejo (CVR Tejo), quatro foram de ouro e nove de prata, num total de sete produtores medalhados com 10 vinhos tintos e três brancos.

Os vinhos Quinta da Alorna Branco 2013, Quinta da Alorna Tinto 2011 e Portal da Águia Tinto DOC 2011 foram, os três, distinguidos com Medalha de Prata.

“Estamos muito satisfeitos com os resultados que obtivemos, primeiro por serem os melhores de sempre conquistados pelos vinhos da região e depois porque este é um concurso mundialmente conhecido”, explica José Pinto Gaspar, presidente da CVR Tejo.

A Região Vitivinícola do Tejo foi a segunda com mais medalhas de ouro de todas as regiões portuguesas.

As 4 medalhas de ouro ganhas dizem todas respeito a vinhos tintos dos produtores Adega Cooperativa do Cartaxo, Quinta da Badula, Centro Agrícola de Tramagal e Casal do Conde.

 

Direito a medalhas de prata tiveram os produtores Adega Cooperativa do Cartaxo, Quinta da Badula, Companhia das Lezírias, Quinta da Alorna, 4 medalhas, Casal do Conde e Agrovia, Sociedade Agro-Pecuária, 2 medalhas.

 

Ao todo, foram 79 os vinhos portugueses distinguidos neste concurso, com 23 medalhas de ouro e 56 de prata.

.