Vinhos do Tejo premiados no estrangeiro

Os vinhos da região do Tejo atingiram um resultado recorde no Concurso Mundial de Bruxelas, um dos mais prestigiados a nível internacional e que premiou cerca de 300 vinhos portugueses.

Das 39 medalhas ganhas pelos vinhos certificados pela Comissão Vitivinícola da Região do Tejo (CVR Tejo), 2 foram de grande ouro, 10 de ouro e 27 de prata.

Ao todo foram 18 os produtores distinguidos neste concurso, composto por um júri internacional de especialistas do setor, muitos deles provenientes de mercados estratégicos para a região vitivinícola do Tejo, como é o caso dos EUA, Brasil, Rússia ou China.

De destacar as duas medalhas de grande ouro ganhas pelos produtores Vale do Armo, com o vinho Vale do Armo Reserva 2011, e pela Sociedade Agro Alimentar da Mascata, com o Quinta do Côro Reserva 2012.

“Estamos muito satisfeitos com estes resultados. Vencemos mais do dobro das medalhas que tínhamos ganho em 2013 neste concurso, o que só mostra o reconhecimento que os nossos vinhos têm tido internacionalmente, o que, por sua vez, se tem vindo a refletir nos nossos resultados de exportação”, afirma João Silvestre, Diretor-Geral da CVR Tejo.

Também no International Wine Challenge, os produtores do Tejo foram bem sucedidos, arrecadando, um total de 29 de medalhas, 6 de prata e 23 de bronze, mais 7 do que as que tinham conquistado em 2013.

Para além das medalhas de prata e bronze ganhas pelos produtores do Tejo, foram, ainda, 26 os vinhos da região que foram distinguidos com commended.

.