Cavaleiro João Moura hospitalizado. “Não é grave”, garante médico

O cavaleiro João Moura caiu do cavalo e bateu com a cabeça quando treinava com outros cavaleiros na sua quinta, em Monforte, esta quinta-feira. Foi transportado para o hospital de Portalegre com um traumatismo craniano, depois para o Hospital S. Francisco Xavier e finalmente para o Egas Moniz, onde vai ficar nos próximos dias.

“Não é grave, vamos transferi-lo para o Hospital Egas Moniz, vai precisar de três a quatro dias de repouso, mas estejam tranquilos que não é grave”, disse ao Farpas o médico José Cabral.

João Moura é um dos cavaleiros que integra o cartel da corrida do dia 1 na Arena de Almeirim.

Ao que O Almeirinense apurou ainda é cedo para dizer que está em causa ou não a participação do cavaleiro na corrida da Familia, no dia 1 junho.

O acidente aconteceu às 19.00. Segundo fonte oficial do Hospital de Portalegre, João Moura “estava consciente e estável”. João Moura foi transferido às 22h30 para o Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa.

O cavaleiro de 54 anos perdeu os sentidos quando caiu do cavalo e bateu com a cabeça. O acidente aconteceu depois do cavalo ter escorregado. Quando o INEM chegou chegou ao local, João Moura estava inconsciente.

João Moura estava a treinar num pequeno tentadero na Quinta de Santo António, em Portalegre.

O assessor de imprensa do hospital alentejano, Ilídio Pinto Cardoso, disse ao DN que o cavaleiro está “estável” e vai ser transferido para Lisboa. Disse ainda que a unidade de saúde vai emitir um comunicado.

Natural de Portalegre, João Moura é um dos mais conceituados cavaleiros tauromáquicos portugueses. Fez a sua primeira apresentação pública como cavaleiro aos sete anos.

Com Diário de Noticias

(em atualização)

.