Treinador do Fazendense justifica derrota na Taça de Portugal

A AD Fazendense perdeu, no sábado, com o Caldas por 3-2, na 1.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Mário Nélson não escondeu que o objetivo, apesar da diferença de escalão, passava por passar à segunda ronda. O objetivo não foi conseguido, mas o técnico justifica que “foi um jogo em que os jogadores foram muito competentes,foram muito dignos da camisola do Fazedense e o concelho de Almeirim tem de estar orgulhoso. Para mim não existem vitórias morais perdemos e será o nome do Caldas que estará no próximo sorteio da taça de Portugal de forma muito injusta e sem mérito mas estará”.

“É isto o futebol nem sempre a melhor equipa e a que mais trabalha ganha. Resta-nos continuar a trabalhar e acreditar em melhores dias na certeza de que neste jogo fomos a melhor equipa em campo. Obrigado ao público que aderiu em bom número e nos apoiou do inicio ao fim,é sinal que o Fazendense está vivo e as pessoas. Acreditam no trabalho dos jogadores e da direção”, apela o treinador.

.