Aumento do salário mínimo não tem impacto positivo no concelho

O acordo para o aumento do salário mínimo nacional para 505 euros foi fechado entre as confederações patronais, o Governo e a UGT.

Em contrapartida, a taxa contributiva de empresas que já tenham trabalhadores abrangidos pelo salário mínimo desce 0,75 pontos (para 23%).

Helena Fidalgo, da Associação Comercial de Almeirim, diz que  “tudo o que é um pouco mais é bom, mas não é o suficiente … devia ser um aumento maior. Considero também que não estes 20 euros que vão aumentar o consumo das pessoas no comercio tradicional”.

O acordo, que deixa de fora a CGTP, foi formalizado pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Mota Soares.

Actualmente o valor do Salário Mínimo Nacional está fixado em 485 euros.
O novo valor do salário mínimo vai manter-se durante 15 meses, ou seja, a próxima actualização acontecerá em janeiro de 2016.

.