Andebol Sénior regressa. Aposta é na qualidade revela António Jesus

António Jesus lidera a secção de andebol dos 20 km. Para a nova época há muitas mudanças. Desde o regresso dos seniores até à formação.

Que expectativas tem para o regresso da equipa senior?
As expectativas com o regresso da equipa sénior masculina são encaradas sob dois aspetos. Um, de âmbito imediato, que é a participação no Campeonato Nacional da 3.ª Divisão e outro, de âmbito mais lato, que visa a continuidade na Secção e no próprio concelho de Almeirim de uma equipa sénior masculina a disputar um campeonato de nível nacional.
Entendemos e pretendemos que um bom campeonato, sabendo antecipadamente que iremos defrontar equipas que, em teoria, mais fortes que a nossa, será o resultado da nossa capacidade de entrega e na dignidade individual e coletiva dos nossos atletas; em suma a melhor classificação final possível dentro deste contexto. Os custos a suportar com o regresso da equipa sénior masculina foram devidamente ponderados e orçamentados de molde a que no final da época desportiva não se verifiquem derrapagens financeiras.

Os atletas são essencialmente de Almeirim?
A equipa sénior masculina é fundamentalmente composta por atletas do concelho e alguns atletas de concelhos vizinhos que já representaram a Secção em épocas anteriores.

Ficou contente com o regresso de Miguel Gomes?
A colaboração de um técnico, com experiência e provas dadas, é sempre desejada e fundamental no trabalho e na preparação de uma equipa em qualquer modalidade. Logicamente que, reconhecendo aquelas condições em Miguel Gomes, ficámos contentes quando aceitou o convite que lhe fizemos para assumir a responsabilidade técnica da nossa equipa de séniores masculina.
Na formação, que mudanças haverá em 2014/2015?
A Secção de Andebol irá participar nas provas correspondentes, a nível regional ou nacional, aos diferentes escalões de formação e no Campeonato Nacional da 3.ª Divisão com a equipa sénior. Ao nível da formação iremos contar com a colaboração no treino de guarda redes do jogador ex-internacional Tiago Moreira e atual atleta do Boa Hora.
A fim de proporcionarmos uma melhor e mais estreita ligação entre os atletas, os técnicos e a direção da Secção vamos alargar o número de dirigentes/oficiais de jogo em cada escalão, com a colaboração dos pais.

A entrada com mais disponibilidade de Artur Roldan o que vai trazer ao clube?
Uma maior disponibilidade do Artur Roldan, obviamente que, dados o seu nível técnico e a sua experiência, vem contribuir de forma significativa para o desenvolvimento e melhoria da qualidade individual e coletiva, aumentando o nível competitivo das equipas dos escalões de formação femininos que treina e/ou coordena.
Essa disponibilidade permite-lhe, ainda, uma melhor ligação e operacionalidade com a técnica e/ou cooordenadora das equipas dos escalões de formação masculinos a Leonor Félix, também ela própria com experiência e capacidade técnica na modalidade.
Estes dois técnicos coordenadores contam, ainda, com a colaboração de outros técnicos que, ao longo dos anos e com a sua experiência e capacidade, vêm contribuindo para a manutenção e desenvolvimento da modalidade, são eles Patrícia Teixeira, António Serôdio e Sérgio Pacheco.

Para o novo ano vão ter menos escalões?
Na época desportiva 2014/2015 a Secção de Andebol apresentará as equipas nos escalões de formação Bambis/Minis Mistos, Infantis, Iniciados, Juvenis Femininos e Infantis, Iniciados e os séniores masculinos.

Acredita que no futuro, Almeirim poderá voltar a ser uma referencia no andebol regional?
A Secção de Andebol trabalha e desenvolve a sua ação na defesa dos nossos atletas e das nossas equipas, a fim de lhes criar as melhores condições para a prática da modalidade e, simultaneamente, o desenvolvimento do andebol no concelho, respeitando, de igual modo, as outras organizações desportivas da modalidade. A nossa forma de estar no desporto, e não só, sempre foi de diálogo e de portas abertas a todos aqueles que procuram encontrar soluções possibilitadoras de ultrapassar os obstáculos que nos vão sendo colocados ou se levantam no nosso caminho.
Mantemo-nos a trilhar o mesmo caminho. O futuro é semtpre difícil de prever o que, pese embora ser um lugar comum, não deixa de ser verdade.
Essa dificuldade de previsão é tanto maior quanto mais forem as variáveis sobre as quais não termos possibilidade de controlar.
Todavia, essa imprevisibilidade não nos impede de envidarmos os esforços necessários para que Almeirim volte a ser uma referência na modalidade de andebol. Almeirim possui bons recintos desportivos e merece ser essa referência regional.

Confirma um torneio no Natal?
Sim, mas para já só posso dizer que este torneio tem a particularidade da sua abertura ser realizada com um jogo de andebol adaptado, acontecimento inédito em Almeirim.

.