Tomate eleito “Produto Excelência”

Na edição 2014 dos Prémios Agricultura, o júri da competição elegeu o tomate como Produto Excelência e entregou o troféu à AIT – Associação dos industriais de Tomate, em representação de toda a fileira. A cerimónia teve lugar no Ritz Four Season Lisboa e contou com a presença da Ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas.

O facto do setor do tomate em Portugal estar na vanguarda mundial, a notoriedade que o produto tem vindo a ganhar nacionalmente, o êxito que está a fazer em vários países, nomeadamente no Japão, que é o mais exigente dos mercados em matéria de qualidade do produto, bem como a reconhecida importância que tem para a economia nacional contribuíram decisivamente para que o júri atribuísse esta distinção ao tomate. Uma das principais razões para os bons resultados que o setor tem vindo a apresentar prende-se precisamente com a qualidade, cor e sabor do tomate produzido em Portugal, vantagens competitivas resultantes das características especiais do clima e do solo que permitem um excelente nível de maturação.

O Prémio Produto Excelência é um galardão especial, uma vez que só é atribuído quando o júri considerar existirem todas as condições para o fazer. Foi o que aconteceu na edição 2014 com o Tomate.

 

“É uma honra receber este prémio especial, pelo que ele significa em termos de importância e méritos do setor, nomeadamente por ser uma indústria que está no topo dos rankings mundiais e a contribuir ativamente para a nossa economia”, referiu Miguel Cambezes, Secretário-geral da AIT, qualidade que o levou a receber o troféu.

 

A AIT, fiel depositária do prémio, é a associação setorial que representa o setor do tomate de indústria português, um setor produtivo que se destaca fortemente a nível nacional e mundial. Ao exportar 95 por cento da produção, Portugal ocupa o 4º lugar no ranking dos maiores exportadores mundiais. A nível nacional, a fileira do tomate é uma das principais indústrias agroalimentares do país. Em 2014, o setor processou um milhão e duzentas mil toneladas de tomate, ou seja, 250 milhões de euros em exportações. De destacar, ainda, que Portugal é o país europeu com maior rendimento por hectare e a nível mundial está no top 3.

.