Sousa Gomes queria expulsar Armindo Bento. Agora também acumula faltas

Sousa Gomes faltou à segunda Assembleia Municipal consecutiva. O antigo presidente da Câmara e agora deputado eleito pelo Movimento Zé Gomes esteve na reunião preparatória, mas depois apresentou justificação para não estar na reunião da passada segunda-feira, dia 29.

O regulamento diz que quando justificadas as faltas, não há perigo de perda de mandato, mas o problema é que no passado Sousa Gomes chegou a dizer que quem falta sistematicamente deve perder o mandato.

Em 2012, o Jornal O Mirante escrevia que Sousa Gomes queria expulsar da assembleia o independente Armindo Bento por este faltar às sessões. Em causa estava o facto de o presidente da assembleia no anterior mandato, que acabou destituído por causa do conflito, andar a faltar continuadamente às sessões da assembleia, para a qual tinha sido eleito nas últimas eleições pelo MICA, movimento de independentes ao qual tinha aderido. Sousa Gomes, adiantava o jornal regional, que fez chegar ao presidente da assembleia o seu desagrado pela situação. Sousa Gomes dizia que Armindo Bento merecia perder o mandato. E revelava que tem insistido com o presidente do órgão, José Marouço, para que se tomasse uma posição. Algo que nunca chegou a acontecer.

.