Francisco Borges “completamente apanhado de surpresa”

No passado dia 10 de dezembro, durante o Jantar de Encerramento da Temporada, Francisco Borges foi distinguido como Forcado Revelação do Grupo de Forcados Amadores da Chamusca.
Forcado desde 2013, Francisco Borges fardou-se pela primeira vez no dia 11 de maio do ano passado, na novilhada realizada na época da Ascensão na Chamusca, e afirma que foi nessa tarde que se sentiu “verdadeiramente forcado do Grupo de Forcados Amadores da Chamusca”, ao pegar um toiro à primeira tentativa, com a primeira ajuda do irmão (Bernardo Borges).
Hoje, é o Forcado Revelação do Grupo e garante que ficou bastante contente com este prémio, apesar de ter sido “completamente apanhado de surpresa”. Apesar de ter gostado sempre de corridas de toiros, Francisco Borges passou a acompanhar mais a partir do momento em que o irmão se juntou aos Forcados Amadores da Chamusca. Por gostar tanto da união e do espírito que se vivia, acabou por se juntar ao grupo e começou a dedicar-se a todas as atividades com vontade, “mas nunca com o objetivo de algum dia vir a ser premiado como forcado revelação, ou de alguma outra forma”, explicou, garantindo que “não existe nenhum segredo para o êxito, apenas fui um forcado que mostrou vontade de
ajudar em tudo o que podia”.
Tal como explicou, o facto de o prémio lhe ter sido atribuído na temporada da comemoração dos 40 anos do grupo, e também da mudança de cabo, marcou-o bastante. Francisco acrescentou ainda:
“Sem dúvida alguma que dedico este prémio a todo o grupo, pela forma como me receberam desde o início, pela forma como me ajudam e me apoiam. Mas existe uma pessoa a quem dedico este prémio em
especial, a um grande forcado, a um grande homem, e um grande amigo, que se chama Nuno Marques. Foi ele que me ensinou grande parte do que é a arte de pegar toiros, e de como ser um forcado humilde e dedicado. Desta forma, podia também dedicar este prémio ao Nuno Marecos, e ao meu padrinho do grupo Nuno Teixeira, pelos grandes amigos que têm sido e pelo que me têm ensinado.”
Questionado acerca dos seus objetivos para o futuro próximo, Francisco Borges não hesitou emresponder: “Pegar toiros e ajudar a que o grupo seja maior e melhor”.

.