Almeirinenses não querem refugiados no Concelho

A maioria dos leitores que participaram no inquérito online de O Almeirinenses diz não concordar com a possibilidade do município acolher refugiados de guerra.

A notícia foi avançada pelo nosso jornal na edição de 15 setembro e está na agenda política do concelho, aguardando o município a definição da estratégia para Portugal. Dos leitores que participaram no inquérito, 70% disse não concordar com a vinda de refugiados e 23% está a favor. Portugal vai receber 30 refugiados durante a primeira quinzena de outubro a pedido da Comissão Europeia, revelou no final do setembro, o ministro Poiares Maduro, que adiantou que este grupo vem de Itália. Em declarações aos jornalistas, no final da cerimónia de assinatura de três memorandos relativos ao acolhimento de refugiados, o ministro-
adjunto e do Desenvolvimento Regional adiantou que Portugal foi convidado pela Comissão Europeia para integrar um projeto-piloto, juntamente com um número reduzido de países. De acordo com Miguel Poiares Maduro, na sequência desse pedido, Portugal vai receber, já na primeira quinzena de outubro, 30 refugiados oriundos de Itália. Poiares Maduro adiantou que a escolha dessas pessoas será feita pela Comissão Europeia e por Itália e que assim que estiver
feito esse perfil, ele será usado no trabalho que já está a ser feito entre as organizações nacionais de levantamento das disponibilidades.
Este levantamento está a ser feito por todo o país e foi formalizado com a assinatura de três memorandos entre o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Comissão Permanente do Setor Social e Solidário (CPSS), Associação Nacional de Municípios (ANMP) e Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR).

.