“Todo o investimento sai do nosso bolso”

Bruno Bernardo é o rosto mais visível da secção de BTT do Águias de Alpiarça.  A secção conseguiu dois títulos de vice-campeão em veteranos e na taça regional de maratonas de Santarém. Em entrevista a O Alpiarcense traçam-se objetivos também para o futuro.

Qual foi o momento mais alto da época passada?
Foi termos conseguido dois títulos de vice-campeão em escalões veteranos na taça regional de maratonas de Santarém.

Que esperam da próxima?
O principal objetivo passa sempre por conseguirmos o maior número possível de vitórias com a camisola do Águias.

Quantos atletas terão?
Entre BTT e ciclismo temos cerca de 25 atletas.

Qual o apoio do Clube?
O apoio do clube é dado através da disponibilização de uma viatura que nos ajuda bastante na logística dos atletas e bicicletas.

Quantas horas treinam por semana?
Depende um pouco dos objetivos e disponibilidade de cada atleta, podendo variar entre 10 a 20 horas semanais.

Qual o papel que dás ao apoio familiar como base no sucesso?
A família tem um papel extremamente importante para nós, sem o apoio, paciência e compreensão de toda a família era impossível mantermos o equilíbrio e motivação para podermos alcançar o dito sucesso.

Como se preparam para o campeonato?
Por norma temos planos e métodos de treino específicos que nos ajudam a planificar e otimizar a condição física para que possamos atingir os objetivos propostos para a época.

O BTT acaba por ser uma modalidade solitária. Como se gere esse o esforço nas provas de longa distância?
O BTT por vezes consegue ser uma modalidade bastante dura fisicamente, além do treino especifico que nos prepara minimamente para as distâncias longas, também é necessário trabalharmos a parte psicológica através de treinos longos e solitários, bem como planear corretamente toda a alimentação e hidratação durante as provas.

Que tipo de apoio têm?
Atualmente contamos com o apoio monetário de algumas empresas que nos ajudam a suportar as despesas com as respetivas licenças e filiações dos atletas e equipa, bem como os custos dos equipamentos (calção e camisola).

É preciso cada um investir também muito dinheiro no BTT?
Todo o material associado ao BTT, nomeadamente em competição, tem um desgaste acentuado, acabando por ser dispendioso à medida que formos realizando as inúmeras provas que temos durante a época. Como não temos qualquer apoio neste campo, todo o investimento sai do nosso próprio bolso.

Que retorno esperam obter?
Basicamente o que pretendemos é o reconhecimento do que fazemos em prol do clube e da modalidade, bem como a máxima divulgação de todos os nossos patrocinadores.

Irão em 2016 organizar a 9.ª Maratona?
Obviamente que a vontade da direção do Águias e da nossa secção de ciclismo é continuar ano após ano organizar esta maratona que já se tornou um sucesso e uma referência na região.

Que conselhos dás às pessoas que querem iniciar a prática de BTT?
Numa fase inicial que juntem um ou mais amigos para dar umas voltinhas para ganharem o gosto pelo divertimento e adrenalina que a modalidade proporciona, depois disso tentem lançar um desafio pessoal para melhorar semana após semana as suas prestações. Acima de tudo o mais importante é mesmo praticar desporto.

.