Álbum de Custódio Castelo gravado com a guitarra “siamesa” é apresentado em Almeirim

O novo álbum do guitarrista e compositor Custódio Castelo, “Maturus”, que foi gravado com uma guitarra portuguesa única, a “Siamesa”, construída por Óscar Cardoso, é apresentado no sábado, em Almeirim.

A organização já anunciou que estão esgotados os bilhetes para o espetáculo deste sábado. Na sexta-feira, em Fazendas de Almeirim, a Casa da Cultura registou meia casa.

A apresentação do álbum, que completa a trilogia iniciada em 2007, com “Tempus”, está marcada para sábado, às 21:30, no Cine Teatro de Almeirim, encerrando o Festival Guitarra d’Alma, organizado por Custódio Castelo, e que se iniciou no passado dia 21.

No concerto, em que são apresentados todos os temas do álbum, além de Custódio Castelo, participam os músicos Jorge Fernando e Pedro Ladeira.

Em declarações à Agência Lusa, Custódio Castelo afirmou que a guitarra “Siamesa” é “onde a guitarra de Lisboa é unida pela mesma caixa de ressonância à guitarra de Coimbra”, um instrumento que foi construído por Óscar Cardoso.

O álbum assinala os 25 anos de carreira do músico e compositor, que acompanhou entre outras vozes, as dos fadistas Maria da Fé, Cristina Branco, Margarida Guerreiro, Carlos do Carmo, Jorge Fernando e Cristina Maria.

Segundo o músico, este novo CD, “assume a dignidade e a maturidade de uma carreira de 25 anos” e aponta musicalmente “para um minimalismo de processos de composição onde ‘menos é mais'”.

O músico gravou o álbum com o seu quinteto, constituído por Carlos Menezes no contrabaixo, Carlos Leitão na guitarra clássica, Rui Gonçalves na bateria e Pedro Ladeira no clarinete.

.