Benfica nas Invasões Francesas

No contexto da minha licenciatura em História, na Faculdade de Letras da Univ. de Lisboa, tive o prazer de trabalhar, no passado semestre, um tema que embora dizendo respeito à história europeia e nacional, também tocou a nossa terra, isto é, a nossa região e a vida dos próprios concelhos.

Refiro-me ao tema das Invasões Francesas a Portugal, sobre o qual pude realizar então um breve estudo de caso, acerca dos impactos da 3ª Invasão (1810-1811) durante a ocupação de Santarém, nomeadamente, numa das suas freguesias, Santa Marta de Moncão, a mesma que viria a integrar o concelho de Almeirim com a reforma administrativa setembrista em 1836, e que depois todos passaríamos a conhecer como Benfica do Ribatejo – a minha terra natal. Porque ao historiador não pertence investigar para o seu próprio ego, mas para a comunidade, resolvi portanto partilhar com os meus conterrâneos os humildes contributos que pude constituir, na senda do conhecimento histórico do nosso concelho. Ressalvo “contributos”, porque é a partir deles, como forma pessoal de entendimento do passado, que é possível construir e reconstruir continuamente a história humana, certos de que a ninguém pertence a totalidade da verdade ou o monopólio das interpretações do passado. Em vez disso, será o conjunto de todos os investigadores que, através do debate dos diferentes pontos de vista, formarão uma comunidade científica, cuja missão serve ao apuramento da verdade histórica, pela comprovação e certificação das hipóteses apresentadas. E porque todos somos necessários, é nesta atitude que me apresento aos amigos leitores. O estudo que em diante será partilhado no Almeirinense sê-lo-á feito na forma de breves capítulos, integrados em três planos: o contexto nacional, a ocupação de Santarém, e por fim a freguesia. Por ora, resta-me apenas agradecer a amável cedência deste espaço e convidar os leitores ao seguimento assíduo desta série, que só terá sentido numa leitura de conjunto das várias publicações. Façamos história então!

Gustavo Pacheco Pimentel
Investigador

.