Estudo da Rutis avalia trabalho voluntário dos professores em quatro milhões de euros

A RUTIS (Associação Rede de Universidades da Terceira Idade) realizou no dia 25 de Fevereiro, o seu IV Congresso Nacional de Universidades Seniores em Évora que reuniu 154 participantes e onde foi apresentado um estudo sobre os 5.500 professores voluntários que diariamente dão aulas nas nossas 275 universidades e aos nossos 40.000 alunos

O estudo foi feito on-line, ao qual responderam 546 professores, o que corresponde a 10% do total de professores. O nosso professor, de acordo com a lei do voluntariado, tem direito a um cartão de professor, a um seguro de acidentes pessoais e a assinar um acordo de voluntariado.

As principais conclusões de estudo, coordenado pelo prof. Luis Jacob, são:

  • 66% são mulheres
  • 30% têm menos de 40 anos e 7% mais de 71 anos
  • 85% têm cursos superiores
  • 52% trabalham e 39% são reformados.
  • Maioria dos professores fui convidado para dar aulas e dão em média 2 aulas por semana.
  • 1 terço é voluntário noutra instituição e a maioria dá aulas porque gosta de ensinar

E mais importante 41% dos professores sente-se totalmente satisfeito em ser voluntário e 43% muito satisfeito.

Por curiosidade, se o trabalho destes voluntários fosse remunerado, o custo para as universidades seniores seria de 3.852.000 euros por ano, ou seja o trabalho voluntário dos professores vale perto de 4 milhões de euros por ano.

.