Filtros de água são inúteis diz a DECO

A DECO,  Delegação Regional de Santarém, tem recebido pedidos de ajuda de consumidores que foram abordados pessoalmente ou por telefone por indivíduos que se fazem passar por colaboradores da empresa Águas do Ribatejo, pretendendo realizar um teste à qualidade da água.
O objetivo real deste contacto é os consumidores a adquirem equipamentos de filtragem, alegando falta de qualidade da água da torneira, recorrendo, inclusivamente, a dados falsos sobre a qualidade da mesma e fazendo experiências com recurso a reagentes para alterar a tonalidade, sabor e aspeto da água.
A DECO tem conhecimento que a Águas do Ribatejo não tem em curso qualquer estudo junto da população e a qualidade da água na região é reconhecida pela ERSAR – Entidade Reguladora, pela Direção Geral de Saúde e Autoridades Locais de Saúde. Portanto, não existe razão para qualquer desconfiança acerca da qualidade da água da torneira.
Face à gravidade da situação, e uma vez que estamos a falar de contratos que custam milhares de euros aos clientes, a DECO alerta todos os consumidores sobre esta prática comercial, lesiva dos seus direitos, por ser abusiva e enganosa.
Informamos, ainda, que, de acordo com a lei, este tipo de contratos, designados por contratos à distância, implicam sempre a existência de uma confirmação por escrito, assistindo aos consumidores o direito de poderem resolver o mesmo no prazo de 14 dias (corridos), devendo essa intenção ser manifestada junto do vendedor, através de carta registada com aviso de receção, devendo guardar cópia da carta e dos registos de envio.
Caso a situação não fique resolvida com o cancelamento do contrato e a devolução dos montantes que tenham sido pagos, pode recorrer aos nossos serviços. A DECO continuará a acompanhar os direitos dos consumidores lesados com esta situação.

DECO – Delegação Regional de Santarém

.