“Era hora de assumir o clube”

“Se fizermos um investimento forte nessas crianças, lançando as sementes da sua formação com bons treinadores, de certeza que teremos no futuro”, esta é uma das ideias principais do Presidente dos Tigres, José Salvador, que fala do presente e passado.

O que o levou a concorrer para a presidência do H.C. Tigres?
Quem lida comigo mais de perto, sabe que sou um homem de valores. Sempre estive ligado desportivamente como praticante, ao futebol, mas quando os meus filhos abraçaram esta modalidade, e porque já tinha estado ligado como adepto a outros momentos no passado do clube, aprendi a amar o Hóquei em Patins em geral e o H.C.T. em particular. Percebi como seccionista, que o clube não caminhava para o melhor caminho, apesar dos êxitos desportivos que foi tendo nos últimos anos. Lealmente, sempre ajudei quem cá esteve anteriormente, da melhor maneira possível. Entendi nesta fase, que o clube atravessava, que era hora de assumir a liderança de um Clube com quase 40 anos de história oficial, mas com poucas referências vivas do hóquei ligadas ao Clube e que nos deve merecer o nosso maior respeito, sob pena de poder fechar as suas portas num futuro muito próximo. È um clube com muito potencial humano, e onde as pessoas demonstram ter um enorme amor/bairrismo ao clube. Uma vez Tigre, sempre Tigre.

Porque não apresentou logo na primeira Assembleia a lista?
Havia a questão da aprovação das contas de 2015. Era importante em temos contabilísticos, saber minimamente qual era a situação financeira do Clube.

Fez a lista que queria ou a que conseguiu? Ouviu muitos “nãos”? Se sim, qual o que mais lhe custou?
Quando se parte para um projecto destes com outras pessoas que decidiram sacrificar as suas vidas pessoais e familiares em prol do clube, independentemente de pessoas ou nomes, dos sins ou nãos, é como um exército. É com esta direção que conto “ir para a guerra”, seja como presidente ou como vogal suplente. Mais que os cargos ou as pessoas, está sempre o clube.

Quer explicar o que se passou para não ter entregue as assinaturas dos sócios a pedir apresentação das contas?
Isso são coisas do passado e sem importância, até porque essa assembleia acabou mesmo por acontecer num outro contexto e foi possível aos sócios perceber minimamente a situação financeira em que o clube se encontra .

Quais são as linhas orientadoras do seu programa e que quer implementar?
Posso sintetizar em termos muito gerais as linhas do programa, em três pontos:
O primeiro, o saneamento financeiro do Clube, com todas as limitações que daí advêm quer em termos de constituição do plantel sénior, quer nas restrições orçamentais do dia a dia. O segundo, a aposta clara na formação, quer em termos qualitativos dos nossos miúdos, quer pela angariação de mais. E também a devolução/aproximação dos sócios ao clube, com angariação de mais sócios. Alteração Estatutária do Clube.

Qual é a dívida real do clube?
Com pouco mais de uma semana de trabalho, seria imprudente da minha parte, quantificar já esse valor. Obviamente que do levantamento efetuado, existem situações que já eram conhecidas e outras que agora surgem, podendo até no futuro, surgir outras coisas que se desconhecia. Por isso e porque também existem processo judiciais, mais do que os valores, será importante os sócios entenderem que o momento é muito difícil e que obriga a grandes restrições.

Quanto precisa no imediato?
Feita a pergunta desse modo, preciso do valor total para pagar toda a dívida do clube, pois se existe dívida enquanto eu for Presidente do clube, a principal preocupação será pagar a quem se deve. Ainda mais, e em que muitas das vezes, estamos perante casos de pessoas com quem convivemos todos os dias na nossa terra ou no mundo do Hóquei por onde andamos.

Tem receio que existam muitas decisões desfavoráveis nos casos que estão em tribunal?
Acho que posso afirmar por experiência profissional própria, pois é esse o meu local de trabalho, que quando se litiga em Tribunal, nunca podem existir certezas, ainda por cima tratando-se de situações que reportam a anteriores direções e em que os factos que suportaram esse litígio, são por nós desconhecidos.

E ainda desta temporada já está tudo liquidado com os atletas?
Não. Existem ainda valores por regularizar, mas já falamos com as pessoas envolvidas e sem definir prazos, foi-lhes dito que dentro das possibilidades do clube, todo o que estava acordado com o clube, seria pago.

Já tem treinador para os seniores da próxima temporada? O porquê dessa escolha?
Sim, já existe um treinador definido e que a seu tempo será conhecido. A escolha recaiu numa pessoa que além de treinar os seniores irá coordenar toda a formação, sendo que a escolha tem a ver com o perfil de pessoa que traçámos para os nossos objetivos.

Quais são os objetivos?
Sem querer ser politicamente correto, será sempre jogo a jogo, e aquilo que posso prometer é que, em todos os jogos, o grupo de jogadores que fará parte do plantel da próxima época deixará a pele em campo, para dignificar o símbolo do H.C.T. que trazem ao peito.

A cidade e o concelho têm dimensão para uma equipa na 1.ª Divisão?
Entendo que numa cidade e Concelho, que vive e apoia o hóquei desta maneira, a dimensão do patamar da equipa do H.C.T. pode ser qualquer uma, desde que seja devidamente sustentada.

E jogadores, já tem a equipa definida?
Sim, isso é uma questão que está a ser tratada e definida. Sendo certo que será sempre um plantel de acordo com as restrições financeiras que temos neste momento.

Pode existir alguma parceria com algum grande clube?
Neste primeiro ano ainda não foi possível de concretizar, pelo timming de entrada no clube, mas num futuro próximo será uma forte hipótese, dependendo apenas das condições a estabelecer nessas parcerias com grandes clubes ou mesmo com outras entidades.

Como irá captar mais atletas?
Existem já definidos internamente um conjunto de ações/divulgações a realizar ao longo deste ano e posteriormente no próximo ano desportivo, em diversos espaços públicos tanto no Concelho, como fora dele, para a captação de novos atletas. Quero também aproveitar a oportunidade para divulgar que temos a funcionar treinos de captação às quartas-feiras pelas 18:00 horas no Pavilhão Alfredo Bento Calado. Venham experimentar.

Quer, daqui a 10 anos, ter a base dos seniores formada por atletas da formação?
Se fizermos um investimento forte nessas crianças, lançando as sementes da sua formação com bons treinadores, procurando a angariação de mais crianças para a prática desta modalidade, de certeza que teremos no futuro uma equipa base, tanto de treinadores como de jogadores de qualidade, formada por atletas da formação.

.