O que é ser Arquiteto?

À tempos atrás, numa conversa banal sobre profissões, um amigo disse-me “Ser arquitecto deve ser uma seca”. O que me fez perceber que ser arquitecto hoje em dia, já não é o que era antigamente em termos de status social, com a crise que se apoderou da àrea da construção e o aumento significativo do número de arquitectos formados, algumas pessoas não percebem o que envolve a profissão de um arquitecto e o quanto esta profissão se torna extraordinária para nós. Muitas vezes mal interpretada por parte do cliente que pensa que ser arquitecto é apenas fazer uns “rabiscos” da ideia pré concebida que tem do projecto que pretende e que é algo que fazemos de um momento para o outro sem grande esforço. Não, arquitetura está entre as atividades humanas mais antigas, o homem faz arquitetura desde que saiu das cavernas e passou a construir abrigos para viver e a arquitetura dos dias de hoje faz a junção entre a arte e a ciência, entre o design e a engenharia. Quando um arquiteto projeta um edifício, uma indústria, uma casa ou até mesmo uma cidade, deve sempre levar em conta a qualidade de vida das pessoas que vão morar neste espaço, a sustentabilidade da construção e também a beleza, por que não a beleza, principalmente a beleza final do projecto que fica aos olhos de todos e revela meses, anos por vezes, de dedicação ao projecto e se torna num orgulho imenso para o arquitecto que pode ver a sua obra construida. Ser arquitecto é um modo de vida inebriante, envolvente, porque arquitectura é pensada, construida e vivida, arquitectos são artistas que abordam tecnologia de construção e planejamento, envolvem-se em detalhes como materiais e métodos construtivos criam conceitos em design, influenciam gostos, estilos de vida, atitudes e costumes. Um arquitecto com capacidade critica pode ter um impacto bastante positivo na vida das pessoas que lhe entregam os seus projectos. É uma profissão que nunca é monotona, envolve-se num exercicio de criatividade artística, que ao se relacionar directamente com o cliente o ajuda a projectar a casa dos seus sonhos, os seus projectos pessoais de vida, o que se torna extremamente gratificante para nóse faz com que cada projecto seja único, criativo e inovador e só assim um arquitecto é valorizado pelo seu bom trabalho e pela marca que deixa na vida de cada cliente. Ser Arquitecto não é “uma seca”, ser arquitecto é fascinante.

Marta Martins- Arquiteta

.