Da esquerda para a direita: Mil dias depois

Passaram três anos. Após as autárquicas mais disputadas e com maior carga emocional que se disputaram em Almeirim com a vitória esmagadora do Partido Socialista, para surpresa de alguns, a desilusão de outros (poucos, como os resultados finais mostram) e a satisfação merecida de todos os que acreditaram e participaram no projeto do PS (militantes e simpatizantes), criou-se alguma expectativa quanto à capacidade dos recém-eleitos para estarem à frente dos destinos do concelho. Mas, conhecidos os resultados do ato eleitoral, de imediato, alguns “fazedores de opinião” locais apontaram o anátema da juventude e da pouca experiência a alguns dos então eleitos. «Tempos tenebrosos se aproximam de Almeirim», proclamaram, quais velhos do Restelo assistindo à partida das naus que descobriram novos mundos. Em jeito de balanço, pode constatar-se que as inquietações desses poucos se foram rapidamente desvanecendo. O dinamismo dos novos eleitos socialistas à frente da autarquia, o seu empenho, a sua dedicação e capacidade de trabalho, encarregaram-se de dissipar essas inquietações por completo. Mas, se é de salientar o trabalho de todos os eleitos socialistas sem exceção, é de elementar justiça referir que muito do sucesso deste projeto se deve a quem o liderou desde o início – Pedro Ribeiro. A sua competência, a sua comprovada experiência e também a forma como sabe liderar e motivar os seus pares, são inquestionáveis. “Dedicação. Saber Fazer”. Foi com este lema que o Partido Socialista de Almeirim se apresentou aos seus eleitores três anos atrás. Até hoje, o desígnio tem-se confirmado plenamente. A dedicação é total e o muito ou pouco que se fez foi bem feito.
Os números que comprovam a obra feita nestes últimos mil dias foram amplamente esmiuçados e esclarecidos n’ ‘O Almeirinense’ de 15 de agosto passado, no artigo assinado pelo presidente da câmara, Pedro Ribeiro. Aconselho a sua leitura a quem ainda não o fez, pois eles explicam muito do presente e do futuro de Almeirim. Críticas ao trabalho feito até agora, existirão sempre. Algumas, pertinentes, serão sempre bem-vindas se forem feitas com espírito construtivo e claramente empenhadas no bem-estar e desenvolvimento do concelho. Outras são feitas porque, evidentemente, os diferentes projetos de sociedade variam em função do partido que as faz. É por isso que existem diferentes projetos políticos.
Nas freguesias, os eleitos socialistas têm dado o seu melhor e feito um trabalho de louvar, em estreita colaboração com o executivo municipal.
Também a Assembleia Municipal tem sido palco de debates acesos entre as diversas forças políticas, mas com enorme dignidade e respeito entre todos os deputados municipais. Este facto, que só dignifica o concelho de Almeirim, muito se deve ao modo de liderança dos trabalhos que o presidente da AM, Dr. José Marouço, com a sua enorme sapiência e imparcialidade democrática, lhe tem imprimido.
Mil dias de excelente trabalho.

Gustavo Gaudêncio Costa,
Presidente da Concelhia do PS de Almeirim, Sociólogo

.