Apoiar a população afetada pelos incêndios da região centro do país

A União Misericórdias Portuguesa mobilizou-se para apoiar a população das zonas afetadas pelos incêndios que deflagraram na região centro do país, através do Secretariado Nacional e dos Secretariados Regionais de Coimbra e Leiria.

Em estreita colaboração com o Governo, entidades do poder local e instituições de emergência e segurança, as Misericórdias da região e a UMP instalaram pontos de acolhimento e de informação para prestar toda a ajuda, apoio e esclarecimentos possíveis.

Está também a ser realizado um levantamento das necessidades e outras Misericórdias do país já manifestaram disponibilidade para apoiar no que for necessário.

Segundo o presidente da UMP, Manuel de Lemos, nos concelhos afetados pelos incêndios as Santas Casas “estão a trabalhar a um milhão por cento”, tanto para acolher as pessoas, como para apoiar os que combatem os fogos. “Numa primeira fase, podemos acolher de imediato cerca de 100 pessoas” desalojadas no distrito de Coimbra, sendo que em Leiria o número deverá ser semelhante.

Em simultâneo, a UMP e o Ministério da Saúde estão a trabalhar em conjunto na região para prestar cuidados de saúde e apoio psicológico às vítimas.

Para dar resposta às principais necessidades da população afetada por este incêndio, foi criada uma conta solidária no Montepio para reunir donativos de apoio às vítimas. Todos os portugueses poderão contribuir através do IBAN PT 50 0036 0000 99105922157 78.

Estes incêndios já provocaram mais de 60 mortes (número em atualização), tendo entretanto alastrado para os distritos de Castelo Branco e Coimbra.

.