Produtor descarrega toneladas de batatas na Zona Industrial em Almeirim (c/vídeo)

 

A aflição dos produtores de batata, devido ao excesso de produção e à ausência de exportação, leva a que os armazéns estejam cheios e os produtores têm até manifestado insatisfação pelos preços baixos.

Já foram feitos vários protestos e agora até chegaram a Almeirim com a descarga de várias toneladas na Zona Industrial. O proprietário, António José Madureira, afirma ter um prejuízo calculado de 150 mil euros nas 800 toneladas que produziu.

A situação piorou, no início desta semana, quando foi constatado que uma das empresas que faz a certificação para a exportação se encontra ilegal, o que provocou a proibição da exportação na zona do Ribatejo. As 800 toneladas de batatas tinham como destino os países de centro e norte da Europa. Em Portugal os armazéns que recebem este tipo de produtos encontra-se sobrelotados.

O agricultor já tinha entrado em contacto com as autoridades competentes para ver a sua situação resolvida mas até à data não lhe foi dada qualquer tipo de resposta.

No caso dos melões e das melancias o produtor confirma que a situação é idêntica. O produtor pede ainda às associações e às pessoas que vão até junto da zona do mercado mensal buscar batatas e evitar comprá-las nas grandes superfícies. Já durante a manhã e a tarde, desta sexta-feira, se deslocaram várias pessoas ao local que enchem sacos e carrinhas de batatas.

No início no mês foram descarregadas toneladas de batata junto a vários hipermercados, em Salvaterra de Magos e Coruche. A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição disse na altura que o excesso de produção desse alimento é um problema que resulta “exclusivamente” da conjuntura do mercado.

 

.