Calor: Almeirim não escapa

Confirma-se o pior cenário previsto, por isso a Proteção Civil decidiu alterar o estado de alerta especial. À exceção de Évora, Lisboa e Setúbal, todo o país está sob alerta vermelho da Proteção Civil.

A temperatura vai subir, vai fazer mais vento e o ar estará pouco húmido, confirmando-se assim o pior cenário, afirmou Patrícia Gaspar, adjunta Nacional de Operações da Proteção Civil.

“Agravamento das condições meteorológicas, acumular de tempo em que estas situações se vêm arrastando com esta severidade que temos tido no terreno. Tem em linha de conta também as medidas de antecipação operacional e da recente declaração de calamidade. É um conjunto de circunstância que aconselha a ser elevado o estado de alerta e a capacidade de resposta das forças que integram o combate aos incêndios”, explicou Patrícia Gaspar para justificar o alerta vermelho.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro declarou o estado de “calamidade pública com efeitos preventivos” nos distritos do interior no Centro e Norte e também em alguns concelhos do distrito de Beja e do sotavento algarvio.

Neste momento, há dois incêndios a concentrar mais meios no combate às chamas, em Gavião e Mação.

Fonte: Site TSF

.