Populares fazem manutenção da Fonte da Serra por tradição (c/fotos)

A Fonte da Serra, em Fazendas de Almeirim, está a ser alvo de manutenção por parte de um grupo de populares da zona. As pintoras são mulheres entre os 68 e os 90 anos que veem a iniciativa como uma tradição de décadas.

A fonte existe naquele local desde 1940 e sempre foi um ponto de encontro de jovens e adultos de Fazendas de Almeirim. A manutenção era efetuada pelos habitantes da zona que se uniam para comprar a cal e a “oca” para limpar e pintar a estrutura, mantendo a sua configuração de cores branca e amarela até ao 25 de Abril. Estes dias eram marcados pelo convívio e bairrismo dos populares da charneca.

Após a Revolução dos Cravos a manutenção do local passou a ser feito pela Junta de Freguesia de Fazendas de Almeirim. Na mudança foi alterada a cor amarela pelo cinzento e a roda metálica deslocada para a Tapada. Esta intervenção não agradou aos moradores e levou ao abandono desta tradição durante largos anos.

Há cerca de seis anos, a procissão em honra de São José teve como percurso a Serra e o grupo achou que a fonte devia ser renovada e fez o pedido à junta de freguesia que apesar de não ter funcionários disponibilizou tinta e o material necessário.

Esta quarta-feira, dia 6 de setembro, seis mulheres voltaram a proceder à requalificação do local. Os muros e fachada da fonte foram pintados e o chão tratado e lavado. Os materiais foram doados pela Junta de Freguesia de Fazendas de Almeirim e pela Câmara Municipal de Almeirim.

O grupo diz que mantém a tradição por gosto e pretende com a iniciativa transmitir aos mais novos a importância de manter o património que é de todos.

[flagallery gid=249]

.