Fenprof anuncia greve para sexta-feira

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou uma greve no dia 27 de outubro, em defesa dos direitos, das carreiras, da estabilidade e dos salários, juntando-se assim à paralisação nacional da administração pública.

Mário Nogueira, o secretário-geral da Fenprof, em conferência de imprensa explicou que a greve abrangerá educadores de infância, professores e professoras do ensino básico e secundário, docentes do ensino superior e investigadores que trabalham em serviços públicos ou de resposta social.

Esta greve nacional da administração pública foi convocada a 6 de outubro pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública.

Na conferência de imprensa, Mário Nogueira criticou a proposta do Orçamento do Estado para a Educação, indicando que os docentes exigem na greve o descongelamento das progressões na carreira com garantia de recuperação de todo o tempo de serviço perdido, negociações da atualização dos salários, melhores condições de trabalho e horários em que toda a atividade direta com alunos se integre na componente letiva.

Em conferência de imprensa, Mário Nogueira declarou ainda “O tempo é de luta porque 2017/2018 terá de ser tempo de resolver problemas”.

 

.