Não há soluções, há caminhos: 29 de janeiro

Os falhanços e os males têm o perigo de nos tornar obsessivos. É como aquela pessoa que ao ver uma nódoa na toalha não vê mais nada!

Mas isso é só um ponto negro em dois metros quadrados de branco! Não importa, só vê aquele ponto, até à obsessão. Está tudo estragado, a minha vida está desfeita!… Outra coisa é percebermos que a toalha pode ser lavada ou que podemos recuperar de uma derrota.

Vasco P. Magalhães, sj

.