Não há soluções, há caminhos: 20 fevereiro

Há, infelizmente, pais que manipulam muito a consciência dos filhos. Querem fazê-los à sua imagem e semelhança, conformes aos seus próprios projectos de vida, e resistem a deixá-los seguir a sua vocação. Desde o escolher a namorada e a profissão, até influenciar ou travar a vocação religiosa.

E fazem-no com chantagem e razões falsas: “Não nos faças sofrer”; “isso não dá dinheiro”! Só educa para a liberdade quem não desiste de apontar caminhos não egoístas e, ao mesmo tempo, sabe perder.

Vasco P. Magalhães, sj

.