Empresário da Raposa burlado em 45 mil euros na venda de camião e retroescavadora

Vasco Vilão, empresário natural de Raposa e dono da empresa Piscinas Vasco Vilão, foi recentemente alvo de uma burla avaliada em 45 mil euros na venda de duas viaturas da empresa, um pesado de mercadorias e uma retroescavadora. Tudo aconteceu depois do filho do empresário ter colocado o camião da empresa à venda na internet.

Após uma semana da divulgação do anúncio da venda na internet, Vasco foi contactado por um homem português que dizia trabalhar para uma empresa espanhola que queria negociar o preço do camião. Após negociar uma baixa no preço o individuo contactou a empresa com sede em Espanha que informou Vasco de todos os passos que teria de fazer para efetuar a venda.

O empresário expôs o caso ao seu contabilista que veio a confirmar a veracidade da empresa mas alertou Vasco para os perigos do negócio, visto ter verificado que o homem que fez o negócio não estava ligado à empresa espanhola. Vasco acabou depois por passar uma fatura à empresa espanhola no valor total de 45 mil euros, 21 mil pelo camião e 24 mil euros da retroescavadora, sem IVA por lhe ser dito que a empresa em Espanha tinha isenção, algo que o seu contabilista na altura confirmou.

Já desconfiado do negócio, o empresário deslocou-se a um banco de Almeirim para saber se o pagamento em cheque confirmado era fiável, o que veio a ser confirmado pelo banco. No entanto Vasco tentou com que os burlões pagassem os 45 mil euros através de uma transferência mas foi um opção sempre recusada. Após contactos com o individuo português, ficou combinado que Vasco se iria encontrar em Almeirim com um homem espanhol, o responsável pela realização do negócio.

Na visita a Almeirim o burlão entregou um cheque confirmado ao empresário no valor de 45 mil euros, que veio depois a verificar-se que era invalido. Naquele momento, Vasco combinou com o individuo que naquele dia só levava o camião e quando o dinheiro estivesse na conta podia vir buscar a retroescavadora.

O empresário percebeu que tinha sido burlado após o depósito do cheque no banco. O empresário fez queixa na Polícia Judiciária em Lisboa onde veio a verificar que não é um caso único havendo mais burlas deste tipo com os mesmos protagonistas.

 

A história desta burla foi contada pelo próprio Vasco Vilão no dia 16 de fevereiro, no programa A Tarde é Sua da TVI.

 

.