Sec. Estado Adjunto e da Saúde inaugura Unidade Móvel de Radiorrastreio de 700 mil euros em Almeirim

Fernando Araújo, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, inaugurou na passada terça-feira, 3 de abril, a Unidade Móvel de Radiorrastreio (UMR) da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), no Centro de Saúde de Almeirim. A viatura foi adquirida com fundos europeus no valor de 685 mil euros e vai rastrear prioritariamente a população-alvo do ACES da Lezíria (que no total abrange cerca de 200 mil utentes) e do concelho da Azambuja (com cerca de 6 mil habitantes).

Esta UMR é a mais sofisticada do País pois está dotada de equipamento de Radiologia Convencional Digital Direto, a melhor tecnologia “de ponta” da Europa. Permite uma maior acuidade e mais rápida assunção dos diagnósticos, o que permite antecipar o início da terapêutica e a monitorização, bem como reduzir o risco da doença e a sua eventual transmissão. O raio-x é gerado imediatamente após a realização do exame e enviado em suporte digital para o radiologista e médicos do Centro de Diagnóstico Pneumológico. Posteriormente é remetido para o clínico que acompanha o utente, quer seja médico de família ou de outra especialidade. O rastreio de determinados grupos populacionais é da maior importância para o controlo e monitorização da patologia respiratória, em especial da tuberculose. Na última década, Portugal reduziu em cerca de 40% a sua taxa de notificação, mas em 2017 ainda se registaram 16 casos/100.000 habitantes. Contudo, a UMR consegue detetar um vasto leque de patologias pulmonares, entre as quais algumas neoplasias.

Para Fernando Araújo, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, esta nova unidade traz proximidade à população e segurança. O governante refere ainda que o ministério tudo está a fazer remodelar os espaços de saúde no país.

A cerimónia em Almeirim contemplou ainda a entrega de seis viaturas ao ACES Lezíria, que ficarão alocadas às unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Almeirim e Santarém, às unidades de Saúde Familiar (USF) Alviela, Almeida Garrett, Planalto, S. Domingos, Foral Novo e Vale do Sorraia, à Equipa Comunitária de Cuidados Paliativos e da Equipa de Saúde Pública do ACES Lezíria, e às unidades de Cuidados Continuados (UCC) Almeirim/Alpiarça e de Salvaterra de Magos. O total da população potencialmente atingida por estas viaturas é superior a 150 mil. Estas viaturas foram financiadas por fundos europeus, no valor de 150 mil euros.

Pedro Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal de Almeirim, lembra a importância da nova viatura que fica alocada no Centro de Saúde de Almeirim pois vem substituir uma viatura que já não estava em condições. Depois do problema da falta de médicos nos centros de saúde, Pedro Ribeiro refere que o problema atual se encontra no pessoal auxilar.

Com cerca de 200 mil utentes, o ACES Lezíria tem por missão garantir a prestação de cuidados de saúde à população dos concelhos de Almeirim, Alpiarça, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém, numa área territorial de 3.485 Km².

O ACES Lezíria tem em funcionamento 12 Unidades de Saúde Familiar (USF), três Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) e sete Unidades de Cuidados na Comunidade (UCC). Tem também uma Unidade de Saúde Pública (USP) e uma Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados (URAP).

O ACES Lezíria, para além das atividades de âmbito clínico que presta à sua população desenvolve atividades de vigilância epidemiológica, investigação em saúde, controlo e avaliação dos resultados e participa na formação de diversos grupos profissionais nas suas diferentes fases, pré-graduada, pós-graduada e contínua.

.