Não há soluções, há caminhos: 15 de abril

“Palavras leva-as o vento”, diz o povo para sublinhar que não devemos ficar só pelas boas intenções.

Mas há palavras que são como setas, ferem e magoam, como também há palavras que são festas, curam e pacificam. Há palavras que desorganizam a vida. As palavras ditas com amor são palavras de Deus: são sementes que, quando as acolhemos, dão frutos esplêndidos que não podíamos sequer imaginar serem possíveis.

Vasco P. Magalhães, sj

.