Diagnóstico precoce de cancro da pele no Centro de Saúde de Almeirim

A Liga Portuguesa Contra o Cancro promove no próximo sábado, 26 de maio, um diagnóstico precoce de cancro da pele, junto ao Centro de Saúde de Almeirim.

A ação da Liga decorre entre as 10h e as 17h, para pessoas com mais de 50 anos e com historial de cancro da pele pessoal ou na família, com mais de 50 sinais no corpo e um fototipo baixo (pele clara, olhos e cabelos claros).

“O cancro da pele resulta de uma perturbação do normal ciclo da vida celular. Os agentes carcinogénicos ambientais, nomeadamente a radiação ultravioleta da luz solar (UV), podem estimular o crescimento exagerado das células da epiderme (hiperplasia) e originar mutações no ADN que levam ao aparecimento de células anormais. Estas células, ao multiplicar-se, originam um clone celular atípico (displasia). Se o processo não for travado, essas células atípicas irão continuar a proliferar de forma descontrolada, acabando por dar origem a uma lesão maligna localizada (in situ) que, gradualmente, vai aumentando de volume e origina um tumor (neoplasia)”, explica João Abel Amaro, dermatologista do Hospital Lusíadas Lisboa. 

Mais de 90% dos cancros da pele têm cura. Mas esta tão elevada taxa de sucesso só se verifica quando as neoplasias são detetadas nos estádios iniciais da doença.

.