Não há soluções, há caminhos: 17 junho

Deveríamos todos aprender o ofício de consolar. Não é apenas dar uma palmadinha nas costas, nem ter pena, nem compensar… É ajudar o outro a sofrer bem o que está a sofrer, sofrendo com ele, condividindo a dor e mostrando com a nossa atitude como de tudo se pode tirar bem. Não é, pois, afastar a dor. É mostrar o caminho do bem e mostrar que se pode fazer o bem mesmo sofrendo.

Vasco P. Magalhães, sj

.