Não há soluções, há caminhos: 11 agosto

“Ir ou não ir na onda”, eis a questão. Estes tempos de Verão despertam em muitos o desejo de fazerem o que está na moda, de competirem, de se divertirem até à exaustão para se mostrarem e sentirem como todos. Que cansaço de férias têm alguns! É preciso coragem para não ir na onda, para buscar o que é saudável, o que purifica, e isso só com vida interior se consegue.

Vasco P. Magalhães, sj

.