Da esquerda para a direita: À Mesa

Terminou, no dia 22 de julho, o percurso da Mesa de Almeirim no concurso das 7 Maravilhas. A nossa candidatura foi composta pela Sopa da Pedra, as caralhotas, o Ensopado de Enguias, o Varandas Grande Escolha 2015 branco, o Quinta da Alorna Touriga Nacional 2015 tinto, o Festival da Sopa da Pedra e o Enoturismo Quinta do Casal Branco. Devemos sentir-nos orgulhosos não só pela excelente qualidade daquilo que apresentámos ao país, mas também pela forma como cada pedaço do nosso concelho foi representado, mostrando que Almeirim não é apenas Sopa da Pedra.

Começando uma ronda de agradecimentos, quero congratular de forma especial a Confraria Gastronómica de Almeirim por tudo aquilo que tem feito pelos nossos valores gastronómicos, enraizados nas nossas tradições. O trabalho feito por estes homens tem sido, sem dúvida, uma das razões pela qual Almeirim é um ponto de referência e de paragem obrigatória no Ribatejo. É também importante prestar um agradecimento à Câmara Municipal de Almeirim, pelo contributo dado a esta e a outras iniciativas, como o Festival da Sopa da Pedra, organizado pela Confraria, e a promoção dos vinhos do concelho nas praias portuguesas.

Por fim, à Mara Pimenta, uma mulher de toiros, ribatejana e almeirinense, por ter aceite apadrinhar a nossa candidatura, aceitando assim encarar outras lides. É com políticas de promoção como esta em que me revejo, que apoiam a divulgação e o reconhecimento daquilo que tão bom temos: a nossa cultura gastronómica e as nossas tradições, não precisando assim de importar costumes estrangeiros.

João Rosa – CDS Almeirim

.