Não há soluções, há caminhos: 14 outubro

Ao falar de evolução diz-se: “o homem vem do macaco”. Mas alguém mais pessimista, vendo a barbárie dos nossos dias, dirá: “não, o homem vai para macaco!” E, de facto, quando abrimos a televisão e vemos um desses programas vulgares e obscenos, constatamos que ainda é pior. O macaco é mais discreto na sua promiscuidade e não vende a sua intimidade. Mas ainda pior do que qualquer macacada, é pensar naqueles que estão em casa a rir, enquanto apresentadores e directores de programas enriquecem à custa da sua degradação.

Vasco P. Magalhães, sj

.