Não há soluções, há caminhos: 19 outubro

O cristão deve meter-se na política. A fé cristã não leva à alienação. É antes incarnar-se, meter-se nas estruturas e melhorá-las. Mas se o cristão se deve meter na política, ele também sabe que a política é relativa, que não salva: é necessária mas não é suficiente. Se for bem vivida até nos coloca uma questão: onde devemos ir já que isto não basta?

Vasco P. Magalhães, sj

.